quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Por onde anda o TOTO?

A banda Toto foi formada em 1977 em Los Angeles. Foram bem sucedidos na década de 1980, lançando álbuns aclamados como Toto IV, sendo conhecidos por compactos como "Hold the Line", "Rosanna", "Africa" e "Stranger in Town".
Por ter sido formada por músicos veteranos de estúdio, uma característica marcante da banda era sua qualidade técnica, assim como a combinação de diferentes estilos musicais tais como pop, rock, soul, funk e jazz. Apesar de serem frequentemente associados ao soft rock, a variedade de seu som permitiu a sua popularização em uma ampla gama de ouvintes. Juntos, lançaram dezessete álbuns e venderam mais de trinta milhões de gravações.


Nome e álbum de estreia
Após completar as canções, a banda entrou em estúdio para gravar o álbum. Segundo um mito popular, Jeff Porcaro escreveu "Toto" em uma das fitas demo para distingui-la de outras no estúdio. Outro rumor associa o nome da banda ao sobrenome real de Bobby Kimball, Toteaux, na realidade uma piada popularizada pelo baixista David Hungate.[5] Mesmo após o término das gravações, eles ainda não tinham um nome. Após ler o nome nas fitas demo, David Hungate explicou ao grupo que o termo "Toto" significava "universal" em latim. Tendo em vista que os integrantes já haviam tocado em diferentes gravações e gêneros musicais, adotaram o nome para si.
Após seu lançamento, Toto entrou rapidamente nas paradas musicais, ganhando popularidade com o compacto "Hold The Line", assim como "I'll Supply the Love" e "Georgy Porgy". Décadas mais tarde, "Hold the Line" foi usada na trilha sonora do jogo eletrônico Grand Theft Auto: San Andreas, tocando na rádio especializada em rock clássico.[6]
A banda ganhou atenção internacional e foi indicada para o Grammy de Melhor Artista Novo. No começo de 1979 a banda partiu para sua primeira turnê estado-unidense.[7] Para os concertos eles levaram mais dois músicos, Tom Kelly (guitarra, vocal de apoio) e Lenny Castro (percussão).


Morte de Jeff Porcaro
Novamente sem um vocalista, o guitarrista Steve Lukather assumiu o microfone, e a banda gravou Kingdom of Desire pela Columbia Records. O que seguiu foi a tragédia da morte de Jeff Porcaro; em 5 de agosto de 1992, Jeff sofreu uma reação alérgica de um pesticida usado em seu jardim. A banda quase terminou por conta desse evento, mas a família do músico insistiu na continuação. Simon Phillips foi o único baterista contratado para substituí-lo, tendo em vista que Porcaro gostava dele, e porque Lukather já havia trabalho com Simon numa turnê anterior com Santana e Jeff Beck no Japão em 1986. O Toto entrou em turnê em memória de Jeff. Em 1993, lançaram o álbum ao vivo Absolutely Live. A partir de 1991, Steve Lukather passou a assumir a maioria dos vocais (até o retorno de Bobby Kimball em 1998).
No fim da turnê, a banda apresentou um concerto de tributo a Jeff Porcaro em Los Angeles, em 14 de dezembro de 1992. Entre os músicos convidados estava Don Henley, Eddie Van Halen, Donald Fagen, Walter Becker, Boz Scaggs, James Newton Howard, Michael McDonald, Richard Marx, além de uma aparição especial de George Harrison.
Reformulação temporária
Foi anunciado em 26 de fevereiro de 2010 que a banda estava se reunindo para uma breve turné de verão na Europa para ajudar Mike Porcaro que foi diagnosticado com Esclerose lateral amiotrófica. A formação da banda para estes shows conta com David Paich, Steve Lukather, Steve Porcaro, Simon Phillips, Joseph Williams e o baixista Nathan East como músico convidado.

Nenhum comentário: